A MEMÓRIA = ENERGIA PSÍQUICA


De 15 A 200 milivolts é a DIFERENÇA DE POTENCIAL entre ideias e pensamentos. Quando vemos cenas de violência na televisão certas zonas do cérebro podem atingir os 200 milivolts.

O arquivo de memória gravada em condições como o estado alfa do telespectador cria idéias altamente carregadas de energia, idéias meganérgicas, cuja tendência é realizar-se na acção correspondente (aprendizagem).

O Doutor Khalsa reforça esse conhecimento com os conceitos de:

a) potencialização: o número de repetições potencializa geometricamente a memória e não apenas aritmeticamente;
b) a trilha mais usada tende a ser novamente usada pelo facto de se tornar um sulco profundo como resultado do próprio uso;
c) o uso fortalece e o desuso atrofia. O que vale para o bíceps vale para o cérebro;
d) sinergismo electroquímico: a idéia ligada às emoções é amplificada quimicamente com neurotransmissores e peptídeos e a idéia processada em estado alfa são potencializados com elevada voltagem;
e) digitalização imaginária: o processamento imaginário da idéia excitante conta com todos os recursos mencionados para criar e gravar memórias de excelente qualidade.
Fonte: Instituto de Noergologia